A Duquesa de Sussex se tornou patrona da instituição de caridade “The Mayhew” em janeiro de 2019, mas sabe-se que ela já estvaa envolvida com seus projetos antes mesmo do anúncio. A escolha da caridade por parte de Meghan, veio  do reflexo de causas e questões que são importantes para ela ao longo de sua vida.

Fundada em 1886 como The Home for Starving and Deserted Cats e rebatizada para Mayhew em 1904, eles são uma instituição de caridade de bem-estar animal que trabalha para melhorar a vida de cães, gatos e das pessoas nas comunidades locais – tanto em Londres quanto internacionalmente. Assim como no ano anterior, Meghan escreveu o prefácio da revisão anual da instituição, mostrando que, a distância territorial não será um empecilho para que Markle continua ajudando a caridade.

No último ano, cada um de nós sentiu os profundos efeitos da pandemia global de Covid-19. Seja a perda de um ente querido, os desafios de saúde enfrentados por muitos, ou as mudanças desproporcionais de vida que todo mundo já experimentou, tem foi um processo avassalador de luto, crescimento e também de gratidão. Eu tenho ouvido de muitos de vocês sobre o impacto de ter um animal de estimação com você em casa durante o isolamento de confinamento; vocês mencionaram o efeito terapêutico de ter seu animal ao seu lado e o consolo e conforto que vocês encontraram em suas empresas. Este efeito é algo Mayhew se esforça para entregar dia em e dia para pessoas em todo o Reino Unido e além.

Este trabalho era algo de que Mayhew se orgulhava muito antes da pandemia e continuará a fazer por muito tempo. Entre o programa TheraPaws™, a defesa do resgate de animais de estimação e o trabalho com a comunidade de moradores de rua e seus animais de estimação, Mayhew continua a nos encontrar onde estamos como sociedade e a promover a conexão de cura entre animais e humanos.

Quero agradecer a todos os amantes dos animais em Londres, no Reino Unido e no mundo que apoiaram Mayhew durante o ano passado. Sua ajuda significa que, apesar das dificuldades, Mayhew tem sido capaz de continuar fornecendo apoio vital para cães e gatos e as comunidades ao seu redor.

Tenho orgulho de testemunhar Mayhew se adaptando ao momento – por meio de realocação virtual, visitas de TheraPaws no Zoom e entrega de pacotes de cuidados para animais e donos de animais necessitados. A organização resgatou e reabilitou cães e gatos em situações críticas e, é claro, prestou serviços vitais de saúde animal no exterior, em países também atingidos pela pandemia.

Quando reflito sobre 2020, sempre volto à importância da comunidade e da conexão. Podemos ter sido forçados a nos separar, mas encontramos novas maneiras de estar próximos e apoiar uns aos outros durante esta crise compartilhada. Para muitos de nós, isso ficou ainda mais fácil com nossos animais de estimação ao nosso lado.

Mayhew – e milhares de pequenas organizações comunitárias como elas – continuarão a ouvir, adaptar seus serviços e fornecer os recursos de que pessoas e animais de estimação precisam para ficar juntos e perseverar nas adversidades. Enquanto construímos coletivamente o futuro, minha sincera esperança é que o façamos com apoio e apreço contínuos por organizações como a Mayhew, que continuam seu trabalho vital em dias de crise e calmaria. Seu compromisso com a causa do bem-estar animal é inabalável e seu efeito sobre o bem-estar de nossa comunidade é evidente.

O relatório completo você pode ler AQUI.

 

Em 26 de fevereiro foi ao ar a participação de Harry no programa ‘The Late Late Show’. O príncipe se juntou à seu amigo de longa data, James Corden e juntos, eles fizeram uma pequena tour por Los Angeles.

Já no início do passeio, em um ônibus aberto, Harry diz que “não tinha permissão dos cortesões” para fazer esse mesmo passeio em Londres. Passeios em ônibus abertos são uma atração concorrida em Londres. Corden quis saber de Harry o que o levou a mudar de continente.

Todos nós sabemos como a imprensa britânica pode ser. E estava destruindo minha saúde mental. Isso é tóxico. Então eu fiz o que qualquer marido e pai fariam — eu preciso tirar minha família daqui.

Sobre não ter conseguido o meio período tão esperado como membros trabalhadores da realeza, Harry disse que:

Mas nunca fomos embora e, no que me diz respeito, quais decisões são tomadas desse lado eu nunca vou embora. Eu sempre estarei contribuindo, minha vida é serviço público, então onde quer que eu esteja no mundo vai ser a mesma coisa.

O príncipe Harry não deixou de mais uma vez dizer que desde sempre ele escolheu Meghan:

Não foi tanto para onde fomos, mas o fato de nos darmos bem um com o outro, e estávamos tão confortáveis na companhia um do outro. Um namoro comigo ou qualquer membro da Família Real é meio virado de cabeça para baixo. Todas as datas se tornam jantares ou assistindo TV ou conversando em casa.

O papai Sussex não deixou de falar sobre sua cria, Archie:

Ele tem a personalidade mais incrível e já está juntando três ou quatro palavras, ele já está cantando músicas. Sua primeira palavra foi crocodilo. Minha avó nos perguntou o que Archie queria para o Natal, e Meg disse uma máquina de waffles. Então ela enviou uma máquina de waffles para Archie!

Meghan fez uma pequena participação via FaceTime e vocês podem ver agora o trecho legendado.

A participação completa do Duque de Sussex, você pode ver aqui.

Primeiramente gostaríamos de agradecer nossas parceiras do Meghanpedia por nos dar a oportunidade de levar ao público brasileiro da Duquesa de Sussex essa excelente entrevista com a caridade St. Feliz Centrer. Confira a tradução abaixo:

No primeiro dia de dezembro de 2019, o Duque e a Duquesa de Sussex em seu Instagram Sussex Royal, como se tornou a norma, destacaram 12 instituições de caridade no espírito dos 12 dias do Natal. Entre as diferentes organizações de caridade havia uma em Toronto, o St. Felix Centre. As notícias devem ter sido uma surpresa agradável para essa organização em particular que logo depois respondeu com um post no Instagram, expressando sua gratidão enquanto acompanhada por uma foto que incluía a Duquesa em seus dias de atuação em Suits. Através deste post, surgiu a duquesa Meghan como apoiadora e voluntária da organização.

Enquanto continuamos a celebrar a contribuição do St. Felix Center para sua sociedade, eu os encontrei para ter uma ideia mais profunda do que eles fazem e, é claro, para descobrir como era a futura Duquesa de Sussex ao se voluntariar regularmente em sua cozinha.

Bem-vindos ao Meghanpedia, St. Felix Center! É realmente uma honra destacar vocês. Para nossos leitores que talvez não saibam do que se trata o seu centro, vocês poderiam se apresentar a eles e dizer o que é feito?

Obrigado por mostrar interesse em aprender mais sobre o St Felix Center, o trabalho que fazemos e o apoio que recebemos da Duquesa de Sussex. O St. Felix Center é uma organização sem fins lucrativos localizada no centro de Toronto; Apoiamos pessoas que sofrem extrema pobreza, falta de moradia, problemas de saúde mental, fome e habitação precária – e também temos uma longa tradição de ser 100% favorável a animais de estimação! O St Felix Center oferece serviço compassivo e um ambiente seguro, acolhedor e respeitoso, incluindo todas as religiões, gêneros, culturas e habilidades. As pessoas sempre podem encontrar mais informações sobre nosso trabalho em nosso site.

Então, já que deram com a língua nos dentes e sabemos que durante o tempo dela em Suits, Meghan se voluntariava regularmente em sua cozinha, estamos curiosos para saber também como foi trabalhar com a futura Duquesa de Sussex?

A Duquesa sempre foi muito humilde durante suas oportunidades de voluntariado conosco. Ela mantinha um perfil discreto o tempo todo e trabalhava tão duro quanto qualquer outro voluntário em nossa cozinha. Sem publicidade, sem câmeras. Ela sabia que era para ajudar as pessoas e compartilhar com elas bondade e compaixão. É por isso que só temos uma foto que a inclui enquanto voluntária no nosso Programa de refeições comunitárias; ela está simplesmente parada ali, ao lado de todos os outros voluntários incríveis.

Parabéns por ter sido destacada como uma das organizações que está se saindo bem este mês na conta do Instagram de Duque e Duquesa de Sussex, Sussex Royal! Como vocês se sentem ao saber que a Duquesa ainda tem uma conexão especial com o seu centro e considera sua causa digna de destaque?

É incrível! Definitivamente, não esperávamos algo assim. O St. Felix Center é um lugar muito especial, e estamos felizes em saber que isso teve um impacto no coração da Duquesa. Todos os nossos voluntários deixam um pedaço deles conosco, e a Duquesa também deixou muitos sorrisos e energia positiva no Centro. É muito emocionante saber que ela também levou um pouco de nós com ela.

Como tem sido a resposta este mês como resultado da mesma?

Oh, tem sido incrível! Após o anúncio, muitas pessoas visitaram nossas plataformas de mídia social e muitas fizeram pequenas doações para apoiar nosso trabalho. O amor que recebemos foi esmagador.

Sabemos que as organizações de caridade não são totalmente desprovidas de desafios. Vocês já tiveram alguns e como conseguiram superá-los? E as suas realizações? Gostaríamos de celebrá-los também.

Infelizmente, Toronto viu um aumento sem precedentes no número de sem-teto. Mais do que nunca, são necessárias moradias, serviços de assistência social e espaços onde as pessoas que vivem em situação de rua podem encontrar um lugar seguro para descansar e receber apoio compassivo. Por causa disso, o St Felix Center viu um aumento enorme no número de pessoas que passam por nossas portas, e precisamos de mais recursos irrestritos para continuar oferecendo os programas de que precisam para permanecer vivos e melhorar sua situação atual. Portanto, o principal desafio que enfrentamos é que precisamos de um número maior de doadores generosos, especialmente doadores mensais, para receber esse financiamento tão necessário.

Sucessos? Muitos! Embora talvez possamos medir o sucesso de uma maneira diferente da maioria das pessoas. Obviamente, temos muitos excelentes exemplos de pessoas que vieram ao Centro enfrentando uma situação muito complexa e as ajudamos a obter moradia permanente e a dar uma forte virada positiva em suas vidas. No entanto, para nós, todos os dias que temos a oportunidade de manter alguém vivo é um sucesso; todos os dias que nos aproximamos de nossos clientes para ganhar sua confiança é um sucesso; todo sorriso que trazemos aos nossos hóspedes quando eles recebem uma refeição calorosa e nutritiva é um sucesso. Porque todas essas oportunidades nos dão mais um dia e mais uma chance de transformar a vida de muitos seres humanos valiosos.

Conte-nos sobre a campanha “Iluminando o Caminho”. Do que se trata e como as pessoas pode apoiar isso?

É a nossa campanha de festas de fim de ano. A iniciativa começou em 1º de novembro e vai até 31 de dezembro. Você e seus leitores que desejam apoiar o trabalho que realizamos e sentem que nossa causa está próxima do coração podem ir ao nosso site e, na opção “se envolver”, fazer uma doação ou tornar-se doador mensal. Os fundos que recebermos durante esta época do ano serão destinados à campanha Iluminando o Caminho; adicionaremos ornamentos iluminados em nossa árvore de Natal virtual até que, com seu apoio, alcancemos nosso objetivo. As pessoas podem verificar a árvore em nosso site. Não há doação muito pequena! Todos os presentes fazem a diferença. Obviamente, as pessoas também podem continuar a apoiar o Centro com suas doações após o evento.

E agora, a mais difícil de todas as perguntas. A Duquesa está sujeita a muita difamação desde que seu relacionamento com o Príncipe Harry veio à tona. Como pessoas que interagiram com ela antes de ela se juntar à Família Real e a conhecem por quem ela é, qual é a sua opinião sobre isso e também a mensagem para ela?

Bem, como dissemos, ela sempre demonstrou um interesse desinteressado em apoiar as pessoas necessitadas, e realmente acreditamos que essa é a personagem dela. É triste quando alguém que está tentando fazer a diferença recebe tais ataques. Estamos felizes em ver que ela agora tem uma plataforma incrível como membro da Família Real para continuar apoiando e advogando por membros vulneráveis de tantas comunidades ao redor do mundo. Gostaríamos de dizer a ela que somos muito gratos por seu apoio e enviar a ela nosso amor. Esperamos que ela nos visite quando vier a Toronto.

Que planos futuros vocês tem para os próximos 2,3 anos?

Continuaremos advogando por moradias de apoio e acessíveis, ajudando as mulheres de nosso lar em transição a recuperar a independência e esperamos começar a pavimentar o caminho e dar os primeiros passos para estarmos mais envolvidos na oferta de soluções permanentes para quem precisa de moradias. Agradecemos sinceramente a todos pela generosidade, compaixão e apoio!

Um grande obrigado ao St. Felix Center por nos dar a oportunidade de apresentá-lo na Meghanpedia. Queremos incentivar nossos leitores a doar para a campanha Iluminando o Caminho em nome dos Sussexes usando a hashtag #sussexdonationxstfelix.

Todos os diretos reservados ao Meghanpedia.

Foi relatado que na sexta-feira (06) a Duquesa de Sussex estava viajando para Nova York para assistir a final feminina de tênis do US Open onde sua amiga Serena Williams jogaria contra a canadense Bianca Andreescu. Na amanhã se sábado, obtivemos a informação de que Meghan participou de uma aula de yoga na sexta-feira ao lado de uma amiga. A Duquesa esteve em estúdio ecológico, no bairro de West Village, em Nova York.

Desde que despontou para a mídia, Meghan é conhecida por apoiar incondicionalmente seus amigos. Markle é amiga de Serena Williams desde 2014 e desde então, a Duquesa está sempre apoiando sua amiga tenista em todas as oportunidades possíveis.

E foi isso que aconteceu neste ultimo sábado (07) em Nova York. O The Times revelou que a Duquesa de Sussex decidiu fazer essa viagem de ultima hora para assistir sua amiga na final do US Open. Segundo o site, relatou que Meghan estava “empolgada por apoiar sua amiga”.

Meghan se sentou no box da tenista ao lado da família de sua amiga e outros amigos próximos. A Duquesa assistiu a partida ao lado de Alexis Ohanian, marido de Serena, da irmã e da mãe de Serena, Venus Williams e Oracene Price e de Anna Wintour editora-chefe da revista Vogue norte-americana. A Duquesa de Sussex usou um vestido jeans midi J.Crew147€ (R$666) e um casaco cinza da mesma marca 235€ (R$1064).

Quando se sentou no box de Serena, as pessoas voltaram sua atenção para Meghan e ela se mostrou bastante simpática a todos a sua volta, aparecendo no telão do jogo em uma ocasião. Esta foi a primeira viagem da Duquesa sem seu filho Archie. Serena Williams perdeu o jogo e Bianca Andreescu se consagrou campeã no US Open.

1172995993.png1166602270.png1172995935.png1172995941.png