O Príncipe Harry e Meghan Markle visitaram as Nações Unidas em Nova York no sábado para se encontrar com a vice-secretária-geral da ONU, Amina Mohammed, durante o encontro anual de 193 líderes do organismo mundial.

Foi um encontro adorável,  disse Markle a repórteres enquanto o casal deixava a sede da ONU.

Mohammed saudou o compromisso e o trabalho do duque e da duquesa de Sussex nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, disse a Organização das Nações Unidas. As metas foram criadas pelas Nações Unidas em 2015 e abordam questões como erradicar a fome e a pobreza, alcançar a igualdade de gênero e combater as mudanças climáticas.

A secretário-geral adjunta afirmou o apoio às prioridades compartilhadas em torno da ação climática, empoderamento econômico das mulheres, envolvimento dos jovens e bem-estar mental, disse a Organização das Nações Unidas em um comunicado.

O casal está em Nova York para assistir ao concerto Global Citizen Live no Central Park no final do sábado, que visa pressionar por mais ações para combater as mudanças climáticas e exortar os países ricos a compartilhar um bilhão de doses de vacinas COVID-19 com as nações mais necessitadas .

Na quinta-feira, o príncipe de 37 anos e Meghan, de 40, visitaram o memorial da cidade durante os ataques de 11 de setembro de 2001 ao World Trade Center. Eles estavam acompanhados pela governadora de Nova York Kathy Hochul e pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio.

O casal deixou suas obrigações reais no ano passado para construir uma vida independente e se mudou da Grã-Bretanha para a Califórnia, onde vive com seus dois filhos – Archie e Lilibet, de dois anos, que nasceu em junho.

Eles lançaram sua Fundação Archewell, além de fechar negócios lucrativos para a produção de programas de TV e um podcast. Na semana passada, o casal apareceu na capa da edição anual das 100 pessoas mais influentes do mundo da revista Time.

A Organização das Nações Unidas disse que durante a reunião no sábado, Mohammed “também elogiou as iniciativas da Fundação Archewell em promover a igualdade de vacinas em todo o mundo”.

Os líderes mundiais voltaram às Nações Unidas na semana passada com o foco em aumentar os esforços para combater as mudanças climáticas e o COVID-19. No ano passado, os líderes enviaram declarações em vídeo para a Assembléia Geral anual de alto nível da ONU, em vez de viajar para Nova York em meio à pandemia.

a_28129.jpg 06B83BFA-FE75-48FA-8C58-9A1232D741C4.jpeg m_28229.jpg