Foi anunciado há semanas atrás a parceria da Archewell Foundation e a World Central Kitchen do Chef José Andrés, onde a Archewell se comprometeu a construir quatro Centros de Ajuda Comunitária em regiões desproporcionalmente afetadas pela fome. Esses centros funcionarão como cozinhas de serviço de emergência durante os momentos de alta necessidade ou desastre, e como centros de distribuição de alimentos, escolas, clínicas ou zonas seguras de reunião da comunidade durante os tempos de não desastre.

A primeira cozinha foi revelada. As instalações foram feitas na da Escola Primária Soufriere em Dominica e serão usadas para o programa de alimentação da escola e servirão como um centro de treinamento/habilidade da comunidade. A nova cozinha custou mais de cem mil dólares.

A Representante Parlamentar do Grupo Soufriere Exmo, Denise Charles afirmou que a cozinha servirá para facilitar o programa de alimentação escolar, além de servir como centro de treinamento para residentes que desejam aprender uma nova habilidade.

Decidimos que não queríamos apenas fornecer uma cozinha para a escola. Queríamos uma oportunidade de fornecer treinamento para pais solteiros ou qualquer pessoa no distrito que desejasse aprimorar suas habilidades culinárias, explicou Denise Charles.

A Ministra observou que espera continuar a parceria com a organização para estabelecer um programa de treinamento certificado.

Estou muito animada para ver a qualidade do equipamento. Sei que as pessoas que lá receberão treinamento receberão o melhor treinamento e esperamos que possamos continuar essa parceria com a World Central Kitchen para que possamos ter um programa de treinamento certificado, e também pretendemos trabalhar com o Ministério da Educação, ela adicionou.

Enquanto isso, o gerente de projeto do Resilient Dominica Project (REZDM), Sr. Simon Walsh, observou que a nova cozinha pode ser usada no caso de outro grande desastre.

A World Central Kitchen vê isso como uma cozinha que está aqui no caso de outro grande desastre. Essa cozinha vai ficar muito bem montada para cozinhar em caso de emergência, eles poderão alimentar muitas pessoas muito, muito rapidamente e isso é um aspecto sério, acrescentou Walsh.

Em declaração, Meghan e Harry disseram que:

A saúde de nossas comunidades depende de nossa capacidade de nos conectarmos com nossa humanidade compartilhada. Quando pensamos no Chef Andrés e sua incrível equipe na World Central Kitchen, somos lembrados que mesmo durante um ano de dificuldades inimagináveis, existem tantas pessoas incríveis dispostas – e trabalhando incansavelmente – para apoiarem umas às outras. World Central Kitchen nos inspira por meio da compaixão em ação.

Inicialmente serão quatro cozinhas e o esperado é que a próxima seja revelada nas próximas semanas.

Fonte: Government Information Service.