Na noite de ontem, Meghan e Harry participaram do evento virtual para revelar as 100 pessoas mais influentes da Revista TIME. O casal deu uma mensagem que falou sobre ódio na internet e claro, as eleições presidenciais dos Estados Unidos que acontecerá em novembro.

Quando votamos, nossos valores são colocados em prática e nossas vozes são ouvidas. Sua voz é um lembrete de que você importa. Porque é verdade. E você merece ser ouvido.

Desde que saíram dos deveres reais no início do ano, ambos tem utilizado sua voz mais diretamente para combater injustiças e Meghan, que é norte-americana tem usado sua voz ativamente sobre a importância do voto este ano. Não seria diferente na mensagem dada no #TIME100, a diferença aqui é que Harry também se envolveu na campanha pró-voto corroborando Meghan, já que na entrevista feita com Emily do The19th* disse que Harry nunca pôde votar.

Harry não só falou sobre a importância de votar, como deixou transparecer o desejo de votar nos Estados Unidos assim que possível. E não, não foi uma quebra de protocolo real já que ele não falou em nome de nenhum político em específico.

Nessa eleição, eu não vou poder votar aqui nos Estados Unidos, mas muitos de vocês não sabem que eu nunca pude votar no Reino Unido toda minha vida. À medida que nos aproximamos de novembro, é vital que rejeitemos a incitação ao ódio, a desinformação e a negatividade online.

O casal também comentou sobre a incitação de ódio que existe no âmbito virtual, um assunto que muito interessa a Harry e sobre a necessidade de se criar um mundo mais cheio de compaixão.

Quando o mal é maior que o bem, para muitos, a gente notando ou não, atrapalha nossa habilidade de agir com compaixão. E a habilidade de nos colocarmos no lugar do outro. Quando uma pessoa compra a negatividade da internet, os efeitos são sentidos de forma exponencial. É hora de não apenas refletir, mas agir.

A revista TIME anualmente elabora uma lista com as 100 pessoas mais influentes do mundo. Este ano, como estamos vivendo um ano atípico, muitos indivíduos menos conhecidos e extraordinários que aproveitaram o momento para salvar vidas, construir um movimento, levantar o espírito, reparar o mundo foram adicionados a lista.

Harry e Meghan parabenizaram aqueles que foram nomeados pela TIME.