Se você já conhece Meghan do entretenimento, sabe como a voz da Duquesa é comentada na imprensa, sendo apontada até como um dos motivos que atraiu o Príncipe Harry. Se você já ouviu os discursos dela como membro da família real, sabe que Meghan na maioria das vezes não precisava de anotações – sendo foco até de uma brincadeira de seu marido durante a turnê na África do Sul ao apresentá-la: “Agora, minha esposa vai falar com vocês sem nenhuma anotação.” Seja como atriz, entrevistada ou Duquesa, Meghan sempre soube se pronunciar. Sua fala é pausada, sem pressa e compreensível até a quem não tem muita fluídez no inglês. Sem falar que, o timbre dela é incomparável!

Elephant (2020 film) - Wikipedia

E esse é um dos pontos pelos quais sua voz fica perfeita no documentário da Disney+, Elephant. No documentário nós acompanhamos uma manada de elefantes fazendo uma jornada migratória pelo deserto Kalashnikov na África, já que quando a estação muda, secam as fontes de água que são necessárias aos elefantes. E sem água = sem alimento.

Gaia é a matriarca da manada e ela que lidera o grupo, junto de sua irmã Shani – a próxima a ser a líder – e temos o elefante mais novinho que é filho de Shani, Jomo. Ele é a peça chave para os momentos divertidos do documentário, como quando ele quer brincar com filhotes de Guepardo. Já Gaia, traz os momentos mais tensos da história passando pelo resgate de um filhote de elefante que fica preso na lama e as dificuldades da sua velhice e o caminho longo que ela deve guiar até as fontes de água.

O documentário tem uma fotografia espetacular com passagens de tempo perfeitas, juntando com a trilha sonora e a voz de Meghan vira um pacote completo. E não dava pra esperar algo diferente de um projeto da Disney, principalmente esse,que começou lá em 2016. Meghan ficou sabendo do projeto no mesmo ano em uma viagem com Harry a Botsuana para auxiliar o Doutor Mike Chase, fundador do projeto Elephant Without Borders. Ela viu trechos já gravados do documentário e ficou animada com a ideia feminista por trás da história, já que vemos elefantes fêmeas sendo as líderes de um grupo grande de elefantes. Em 2017, o casal voltou a África para ajudar novamente a colocar rastreadores nos elefantes para o acompanhamento migratório e conhecer esse comportamento tão típico dos elefantes. Uma das fotos foi divulgada no SussexRoyal e vocês já a viram por aqui!

pp_281129.jpg pp_284229.jpg

Elephant mostra que os elefantes realmente são animais com ótima memória, que valorizam a manada e são até mais leais uns com os outros do que os humanos. Eu, Ana, que sou uma traumatizada com qualquer tipo de entretenimento que contenha animais, me senti bem assistindo ao documentário, mesmo nas partes mais díficeis. Fiquei realmente impressionada e entendi porque Meghan e Harry são tão apaixonados por esse animal majestoso.

Com direção de Mark Linfield e co-direção de Vanessa Berlowitz que esclareceu diversos rumores da imprensa britânica – que foram distribuídos mundialmente, claro, sem verificação (isso é pra você Hugo Gloss) – sobre a participação da nossa Duquesa favorita no projeto. Ou seja, ano passado na estréia de Rei Leão,Harry não estava tentando arranjar algo pra Meghan na Disney, ele estava dizendo que ela JÁ estava em projeto com eles.

Meghan não recebeu cachê por essa narração, na realidade, a Disney fez uma doação para a Elephant Without Borders, que inclusive agradeceu a parceria com Meghan no documentário. Confira a tradução do comunicado.

A parceria e apoio que isso nos fornece vai ajudar diretamente na conservação dos elefantes e no empoderamento dessas comunidades. Nós estamos animados e imensamente gratos por essa incrível oportunidade que vai nos possibilitar continuar nossos esforços e, apoiar nossas comunidades locais e a sua coexistência com os elefantes. A dedicação de Harry e Meghan com a conservação é inspiradora. Juntos, vamos continuar trabalhando para conservar a herança natural da África com foco no empoderamento de pessoas que convivem com elefantes. Todos na Elephants Without Borders são gratos por sua amizade e apoio constante nos nossos esforços de conservar essa icônica espécie. Harry e Meghan nos visitaram em Botsuana e não temos nenhuma dúvida que sua paixão e dedicação vai signficar o contínuo uso de sua plataforma para fazer nosso mundo um lugar melhot. Obrigada Meghan porque por sua causa, esse filme vai trazer conhecimento e informação em nível global que em retorno traz o público para mais perto dos elefantes. O impacto será global, chegando em escolas, mais casas e mais países.” – @elephantwithoutborders

Meghan gravou sua narração em outubro do ano passado, em Londres. Nos estúdios Abbey Road (sim, o dos Beatles), Harry a acompanhou no processo mostrando o tanto que o casal se apoia em seus projetos. Harry esteve no mês passado no mesmo estúdio com Jon Bon Jobi e o coral do Invictus para uma versão especial de Unbroken que você já pode ouvir em todas as plataformas de música.

O documentário é uma obra de arte, sinceramente! Sou suspeita a falar porque  sou uma apoiadora e defensora de Meghan, mas me trouxe realmente essa sensação do comunicado acima: aproximação com os elefantes. Quando me perguntarem que animal gostaria de ser, eu vou responder sem titubear.

Infelizmente, o Disney+ ainda não chegou no Brasil, mas nós do Meghan Markle Brasil já conseguimos uma forma de você assistir. Clica aqui e saiba como. Não perca essa oportunidade.

Foto do antigo instagram pessoal de Meghan — repare a capinha do celular dela 🙂