Finalmente após o primeiro choque do anuncio do Duque e da Duquesa de Sussex sobre o passo atrás que eles estão dando ao saírem da realeza sênior, atualizações de como será a vida do casal daqui para frente foi enfim anunciadas pela Casa de Windsor. Através de um comunicado a Rainha Elizabeth II mostrou seu total apoio a decisão do casal, além de citar brevemente os problemas que levaram os Sussexes a tomar essa decisão:

Depois de meses de conversas e outras mais recentes, eu fico feliz que juntos encontramos uma solução construtiva para o futuro do meu neto e sua família.

Harry, Meghan e Archie sempre serão membros muito amados de minha família.

Eu reconheço os desafios que eles experimentaram como resultado da intensa perseguição nesses dois anos e apoio seu desejo de uma vida independente.

Gostaria de agradecer a eles por seu trabalho dedicado ao país, Commonwealth e além e eu estou particularmente orgulhosa de como a Meghan se tornou rapidamente parte da família.

É com toda a esperança da família que esperamos que o acordo de hoje permita que eles construam uma vida feliz e em paz.

É de grande importância que no comunicado da Rainha tenha uma citação sobre a perseguição que principalmente Meghan sofreu nos últimos dois anos. As palavras da monarca refletem a importância que ela dá a sua família e seus desejos e sua dedicação em manter sua família bem, independente de qualquer situação. Em seguida, o Palácio de Buckingham enviou a imprensa um novo comunicado explicando as minucias do afastamento dos Sussexes dos deveres reais e como isso afetará a vida de ambos:

O Duque e a Duquesa de Sussex são gratos a Sua Majestade e à Família Real por seu apoio contínuo enquanto embarcam no próximo capítulo de suas vidas.

Conforme acordado neste novo arranjo, eles entendem que são obrigados a voltar das funções reais, incluindo compromissos militares oficiais.

Eles não receberão mais fundos públicos para os deveres reais. Com a bênção da Rainha, os Sussexes continuarão mantendo seus patrocínios e associações particulares.
Embora não possam mais representar formalmente a Rainha, os Sussexes deixaram claro que tudo o que fizerem continuará a defender os valores de Sua Majestade.

Os Sussexes não usarão seus estilos de Sua Alteza Real, pois não são mais membros trabalhadores da Família Real.

O Duque e a Duquesa de Sussex compartilharam seu desejo de reembolsar as despesas do Sovereign Grant pela reforma do Frogmore Cottage, que continuará sendo sua casa familiar no Reino Unido.

O Palácio de Buckingham não comenta os detalhes dos arranjos de segurança. Existem processos independentes bem estabelecidos para determinar a necessidade de segurança com financiamento público.

Este novo modelo entrará em vigor na primavera de 2020.

Mesmo com esse comunicado, duvidas ainda pairaram no ar e através de um repórter real de confiança, Omid Scobie, podemos dissertar sobre os fatos.

  1. Harry e Meghan continuarão sendo Suas Altezas Reais, O Duque e a Duquesa de Sussex, mas não usarão mais o estilo. Sendo assim, eles serão: O Duque e a Duquesa de Sussex quando citados juntos e individualmente serão Harry, O Duque de Sussex e Meghan, A Duquesa de Sussex. Entende-se que a não utilização do estilo (Sua Alteza Real) será mais apropriada para o modelo de negócios que o Duque e a Duquesa seguirão a partir de agora.
  2. Mesmo com esse passo atrás e com o consentimento da Rainha, os Sussexes continuarão com seus patrocínios e instituições. Assim como continuam seus papeis de Presidente e Vice-presidente da Queen’s Commonwealth Trust, mesmo não representando a Rainha em mais nenhum compromisso oficial.
  3. Neste caminho houve perdas, Harry não é mais Embaixador da Juventude da Commonwealth e não é mais capitão geral dos fuzileiros navais reais, posição que herdou do Duque de Edimburgo. O Duque de Sussex também desistiu de todas as suas colocações militares, que são: Major do regimento The Blues and Royals, Tenente-comandante da Marinha Real e Líder de Esquadrão da Royal Air Force.
  4. Os Sussexes deixam claro que apesar de não possuírem mais o direito de representar a Rainha em compromissos oficiais, todo o trabalho realizado daqui em diante manterá os valores de Sua Majestade, a Rainha.
  5. Harry e Meghan pagarão os 2,4 milhões de libras gastos na reforma da Frogmore Cottage. Eles continuarão usando a casa quando estiveram no Reino Unido, com a autorização da Rainha e com o aluguel pago Duque e a Duquesa.
  6. O casal passará grande parte do tempo na América do Norte, ficando subentendido no Canadá, mas ainda passarão temporadas no Reino Unido, por isso a utilização da Frogmore Cottage.
  7. O Príncipe Charles continuará dando auxílio financeiro para os Sussexes. Os repórteres reais descartam o uso do dinheiro do Ducado de Cornualha (dinheiro público), acreditando que Charles dará esse auxilio financeiro com seus fundos privados e somente até Harry e Meghan se estabilizarem financeiramente.
  8. Mesmo dando esse passo atrás, os Sussexes ainda são parte da Família Real e se juntarão a mesma sempre que a Rainha fizer um convite, assim como acontece com todos os membros da família imediata que não trabalha para a casa real e a Família Real estendida.
  9. Detalhes da segurança não serão revelados pelo Palácio, mas já se entende que parte do dinheiro gasto com a segurança dos Sussexes poderá vir de financiamento público.
  10. Em breve informações sobre se continuarão com o uso do nome Sussex Royal em sua fundação de caridade serão reveladas.
  11. Esse período de transição termina em 20 de março de 2020, no inicio da primavera no Reino Unido.
  12. Até que toda a transição tenha terminado e que toda a agenda já antes acordada se encerre, o Duque e a Duquesa de Sussex permanecem no Reino Unido participando de compromissos oficiais.
  13. Todas essas medidas serão revistas pela Família Real em 2021.

Harry e Meghan tinham o desejo de continuar a representar a Rainha, mas isso é totalmente impossível devido ao passo atrás que eles decidiram dar. O não uso do estilo de Sua Alteza Real dá a eles liberdade nos negócios e a não remoção dá a ideia de que em um futuro eles voltem para apoiar tanto Charles como William em seus reinados.

Há um sentimento conturbado em todos nós em relação às decisões tomadas e particularmente acreditamos que apesar de todos os pontos acertados, a situação poderia ter sido conduzida de outra maneira, tanto do lado dos Sussexes como da Família Real.

Gostaríamos de demostrar publicamente nosso apoio à decisão de Harry e Meghan, além de seguir apoiando o trabalho que eles realizarão daqui para frente. Esperamos que todas as arestas tenham sido aparadas e que toda a Família Real tenha enfim encontrado o melhor meio de se relacionar.