É de conhecimento de todos que Meghan e Harry decidiram manter privadas as suas escolhas sobre o nascimento de seu primeiro filho. Segundo o DailyMail, apesar do desejo da duquesa e de todo o preparo durante a gestação, os planos de ter um parto humanizado em casa falharam. Escoltada pela equipe de segurança Scotland Yard e acompanhada por Harry, Meghan foi levada para um hospital privado na tarde de ontem (05/05). Suspeita-se que o hospital seja o Portland, que é o mais próximo a Windsor. Vale a pena ressaltar que a duquesa Sarah de York deu a luz as princesas Beatrice e Eugenie neste hospital.

Não se sabe ainda qual foi o tipo de parto que Meghan teve, mas é certo que o bebê estava atrasado – cerca de uma semana – como o próprio Harry disse em entrevista esta tarde:

Estou muito animado em anunciar que Meghan e eu tivemos um menino esta manhã, um menino muito saudável. Estou incrivelmente orgulhoso da minha esposa. É brilhante, estou absolutamente feliz!

A criança nasceu as 5h26min (horário de Londres, sendo 01h26min horário de Brasília) mas o anuncio de trabalho de parto somente foi feito as 13h39 (horário de Londres, sendo 09h39 no horário de Brasília) e as 14h40 foi feito o anuncio do nascimento, contendo o sexo e o peso do bebe, contrariando o plano inicial de divulgação do local do nascimento.

Os Royals sênior não foram informados que Meghan seria levada a um hospital. Eles só obtiveram informações quando a criança nasceu. Vale a pena lembrar que a Rainha deve ser a primeira a saber, do nascimento e no momento que a criança veio ao mundo, Sua Majestade estava dormindo. Ela foi informada quando acordou e somente depois outros membros da família foram avisados.

Não podemos esquecer que no comunicado enviado a impressa, os Spencer foram nomeados, indicando que Harry queria que seus familiares maternos estivessem na lista dos primeiros a saber da noticia antes da imprensa, assim como Doria Ragland, mãe de Meghan. Acredita-se que o fato de haver muitas pessoas a serem avisadas antes do público tenha atrasado que todos os anúncios tenham sido feitos com mais rapidez.

As 16h45min o cavalete cerimonial foi colocado no pátio do Palácio de Buckingham e ficará por 24h para o conhecimento do publico em geral.

A Rainha e a Família Real estão encantados com a notícia de que Sua Alteza Real A Duquesa de Sussex deu à luz com segurança a seu filho às 05:26 de hoje. Sua Alteza Real e seu filho estão bem.

Gill Walton, chefe-executiva e secretária-geral do Royal College of Midwives (organização britânica de parteiras) fez uma declaração publica, sugerindo que as parteiras da organização estiveram junto de Meghan no momento do parto:

Desejamos a eles a melhor de saúde e felicidade no futuro. Também gostaria de agradecer às parteiras e outros profissionais de saúde que apoiaram a Duquesa e sua família durante a gravidez e que a apoiarão depois do parto.

O palácio e seus cortesãos se recusam a confirmar a informação de que Meghan deu a luz no Portland Hospital, mas recolhessem que em no máximo 42 dias o local de nascimento será conhecido, pois a certidão de nascimento da criança se tornará pública.

 

CURIOSIDADES:

  1. O garotinho ocupa neste momento o 7º lugar na linha de sucessão e é o oitavo bisneto da Rainha Elizabeth II e do Príncipe Philip;
  2. Ele também é o primeiro bebê de raça mista a nascer de um royal sênior;
  3. Não se tem certeza se a criança será estilizada como “Sua Alteza Real” e se receberá o titulo de príncipe. O Rei George V limitou o uso do título “Sua Alteza Real” em 1917 a somente os filhos e netos do soberano da linhagem masculina. Mas a Rainha poderá emitir uma carta patente mudando isso;
  4. Quando Charles for ascender ao trono, automaticamente o bebê será “Sua Alteza Real Príncipe de Sussex”, pois será neto do soberano pela linhagem masculina;
  5. Se Harry e Meghan aceitarem títulos para a criança, ele será Conde/Lorde de Dumbarton (uma aceitação deles para NÓS indica que no reinado do Príncipe Charles, ele se tornará Sua Alteza Real Príncipe de Sussex), um dos títulos menores de seu pai;
  6. Fontes acreditam que o casal pode optar por rejeitar qualquer tipo de título, tornando seu filho um cidadão privado.

Na próxima quarta-feira teremos mais informações, então ative nas notificações em nossas redes sociais.